sábado, 28 de dezembro de 2019

Paulo Câmara protege o lucro dos patrões do transporte

Nota
Por O Guará, gestão do Sindicato dos Rodoviários do Recife e RMR.



O governador Paulo Câmara (PSB) permitiu mais um aumento nas passagens, dessa vez relacionado ao processo de refrigeração da frota de ônibus do Grande Recife. A autorização para o aumento foi publicada na última sexta-feira (27), no Diário Oficial.
Para que o percentual de refrigeração da frota saia dos atuais 16% e chegue a 51% em 2023, o governador autorizou a inclusão de 0,03 a 0,05 centavos no valor das passagens, que serão somados a outros custos para compor o total do aumento que será divulgado em 2020.
O problema desta medida é que, primeiro, ela ocorre em um contexto de ofensiva dos patrões sobre os postos de trabalho dos rodoviários e da superexploração dos motoristas. Tal situação está relacionada à implementação da dupla função, que, até o momento, conta com a conivência do governador.
A outra questão é que as empresas não prestam um serviço de qualidade e já cobram uma tarifa muito alta. O governador acha justo que os donos das empresas de ônibus façam a refrigeração da frota, exigida por lei, sem usar os recursos das próprias empresas, e que repassem esses custos para a população, protegendo seus lucros. Paulo Câmara está achando pouco as demissões dos cobradores, a dupla função, a tarifa cara e a isenção de ICMS que ele dá para que as empresas comprem combustível.
O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Recife e Região Metropolitana – gestão O Guará se coloca totalmente em oposição ao modelo de transporte público de passageiros que o governador e os empresários estão impondo, que só visa o lucro dos patrões e não respeita os passageiros e os trabalhadores rodoviários.
Fazemos um chamado às associações de moradores, movimentos sociais, entidades sindicais e à população em geral para que, juntos, derrotemos este modelo de transporte público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adicione seu comentário.