quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Comunidade Guarani e Kaiowá (MS) sofre novo ataque em terra retomada de Tey'i Jusu

Ensaio
Recebido em 19 de janeiro de 2016
Por Coletivo Canudos, Organização Política

Integrantes do povo Guarani e Kaiowá (MS)
Hoje, 19 de janeiro de 2016, pelo menos 6 veículos pertencentes aos fazendeiros da região de Caarapó bloquearam a estrada [que liga] à retomada Tey'i Jusu. Cortaram assim a comunicação entre a retomada e a reserva indígena Tey'i Kue, único caminho de acesso para o resto do município. Isto aconteceu após uma atividade, de 16 a 18 de janeiro, em que os Guarani e Kaiowá de Tey'i Jusu receberam a visita de estudantes e professores da UFGD (Universidade Federal de Grande Dourados), da UNESP (Universidade Estadual Paulista) do Campus de Araraquara-SP e [de integrantes] de movimentos sociais. Na casa de reza da comunidade, houve uma celebração pela suspensão de segurança da reintegração de posse. A retomada de Tey'i Jusu do seu território ancestral começou em dezembro de 2014 e essa suspensão é sentida pela comunidade Guarani – Kaiowá como um avanço e pelos fazendeiros da região como uma derrota judicial. Houve uma caminhada com os visitantes pelo Tekoha (território, "lugar onde se é") antigo e aulas públicas com a comunidade.

Ontem, por volta das 16h30, uma caminhonete azul-marinho passou e se deteve para os seus ocupantes tirarem fotos dos membros da comunidade e seus visitantes (ver vídeo abaixo) [1]. É preocupante que isto aconteça após a saída dos visitantes, [em] se tratando do descumprimento das decisões da Justiça que barrou a reintegração. Ainda agravado pelo histórico da retomada da terra, que conta com um assassinato no dia 8 de dezembro de 2014 [e o] desaparecimento do corpo da jovem Júlia, após um ataque a bala sofrido pela comunidade por pistoleiros de tocaia na trilha que une a sede da fazenda mais próxima com o Tekoha. Antes e depois desse dia houve vários ataques de matadores profissionais. A comunidade em massa, apesar de desarmada, conseguiu, corajosamente, reter 4 desses homens que, armados com bombas de gás, fuzis e pistolas, circularam ameaçadoramente às 10h [mas foram contidos] até a chegada da Polícia Federal às 15h que nada fez [senão] devolver as armas para [os] homens, que voltaram com elas para a sede da fazenda.
Desde outubro de 2015 a comunidade vem sofrendo ataques químicos dos fazendeiros sobre a área da retomada, por avião e por meio do "formigão" (grande maquinário terrestre) que também derrubou casas do Tekoha (ver vídeos abaixo) [2]. Ataques esses que se intensificaram no mês de dezembro, prévio à decisão judicial de suspensão de segurança. Esses episódios e os relatados no parágrafo anterior estão documentados e na mão do Ministério Público. Rondas constantes e tentativas de sequestro vem sendo realizadas pelos empregados dos fazendeiros da região. Há registros fílmicos das denúncias desses episódios. Na região de Caarapó, é evidente a presença da soja e da cana-de-açúcar moída pela usina da Raízen (Empresa Transnacional – fusão da Cosan com a Shell), destino da produção das fazendas locais.
Isto acontece no contexto da paralisação das demarcações das terras indígenas pelo governo federal, a lentidão dos processos em mãos do poder judiciário e a redução do orçamento da Funai (Fundação Nacional do Índio). Ao mesmo tempo, há na região do sul de Mato Grosso do Sul um avanço da fronteira da cana-de-açúcar, da soja, da pecuária bovina e do eucalipto.

Basta de agressões do Estado e dos latifundiários contra os povos indígenas!
Território, justiça e liberdade.

CEIMAM – Centro de Estudos Indígenas Miguel Ángel Menéndez
MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
Coletivo de Agroecologia Resistência Tekoha
Organização Canudos

Charge retrata crimes contra os Guaranis e Kaiowás (MS)

Notas
[1] link para o vídeo que retrata o fazendeiro que invadiu a Retomada Tey'i Jusu:
https://www.youtube.com/watch?v=4HWD8Z1n_WI

[2] links para os vídeos do ataque químico:
https://www.youtube.com/watch?v=qQn7SpbVsdQ
https://www.youtube.com/watch?v=JD_p5BeTn0I
https://www.youtube.com/watch?v=wJV-3eNOgBE
https://www.youtube.com/watch?v=KZG0ebxDCi4
https://www.youtube.com/watch?v=TVo3Jg0EXYo
https://www.youtube.com/watch?v=l0fxc6qtBC4

Ataque químico contra território Guarani e Kaiowá (MS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adicione seu comentário.