segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Mensagem do primeiro fórum latino-americano de ex-presos políticos

Ensaio
25 de outubro de 2015
Por Leal de Campos, militante socialista, economista e ex-preso político.

Mendoza/Argentina, 13 de setembro de 2015

Nós, participantes do primeiro Fórum Latino-Americano de Ex-Presos Políticos, que foi realizado em Mendoza nos dias 11, 12 e 13 de setembro de 2015, expressamos numa breve declaração nosso entusiasmo e compromisso com esta iniciativa do Governo do Dr. Francisco Perez, junto com o Ministério do Desenvolvimento social e Direitos Humanos e, em particular, com o Departamento da província de Direitos Humanos, sob a direção de um nosso parceiro, o ex-preso político Daniel Tagarelli.
         Os principais objetivos desse fórum, que têm como propósito um olhar (a partir das vítimas) do que foi o terrorismo de Estado em escala regional (expresso, prncipalmente, na "Operação Condor"), bem como das políticas de Estado sobre Memória, Verdade, Justiça e Reparação, baseadas na resolução 60/147 da ONU (de restituição, compensação, reabilitação, satisfação e garantias de não repetição), foram alcançados nesse primeito encontro.
         Apesar das ausências justificadas de companheiros ex-presos políticos da Bolívia, Peru e Paraguai, podemos contar com a presença e participação de parceiros do Brasil, Uruguai, Chile e Argentina, que participaram em todas as três conferências relacionadas com a "Operação Condor". E também ouvir os hóspedes e convidados especiais, tanto do Fórum como os que estiveram presentes no ato de recuperação de edifício "D2" - que foi entregue para organizações de direitos humanos, no sábado, no dia 12 de setembro.
         Desnecessário se estender sobre o peso simbólico e político de se transformar (edifício “D2”) que era um centro detenção clandestino, tortura e extermínio, em um espaço dedicado à memória e à defesa e promoção dos Direitos Humanos. É exatamente o contrário do que a famigerada "Operação Condor" tentou nos impor, cuja verdade ainda está nos trazendo muito mais luz. É exatamente o contrário do terrorismo implantado pelas ditaduras que assolaram nosso país e da região, no meio do século XX passado.
         Não foi por acaso que esse primeiro Fórum Latino-americano de Ex-Presos Políticos tenha sido realizado na Argentina. A partir de relatórios e exposições de companheiros (as) do Chile, Brasil e Uruguai sobre o andamento dos processos por crimes contra a humanidade e as políticas de reparação às vítimas do terrorismo de Estado não há necessidade de listar realizações e conquistas, desde que a República da Argentina é o país da região que tem feito progressos neste campo, especialmente sob os presidentes Nestor Kirchner e Cristina Fernández de Kirchner.
         Agora, o desafio para o nosso continente - e os ex- presos políticos estão comprometidos com ele - é que os processos de Memória, Verdade, Justiça e Reparação possam tornar-se políticas de Estado definitivas. E a fim de se corrigir assimetrias e compartilhar as fraternas experiências de nossos respectivos países, dentro da grande pátria latino-americana, os participantes desse primeiro Fórum de Ex-Presos Políticos Latino-Amerocamps propõem a criação de um Comité Permanente de Ex-Presos Políticos Latino-Americanos, com delegados de cada país para atuar como um órgão consultivo do Parlasul.
         Para promover essa sugestão, elaborar um projeto e finalmente convertê-lo em lei, tanto para o UNASUL como para cada um dos países signatários de vários tratados na região, decidimos integrar um comitê promotor com dez companheiros ex-presos políticos do Chile, Uruguai, Brasil e Argentina, que será ampliado e completado nos próximos fóruns ou reuniões gerais que faremos.
         Nesse primeiro Fórum já concluído, com a superação de adversidades e dificuldades, marcamos um caminho. Com a mesma determinação e força, que nos foi possível sobreviver e resistir às ditaduras, vamos agora batalhar para melhorar nossas democracias e governos populares.

Memória, verdade, justiça e reparação!

Antônio De Campos - Baldemar Taroco - Beatriz Bataszew - Daniel Tagarelli - Enrique Chalar Gómez - Hugo Condorí - Mario Rusos - Mercedes Maldonado - Nelly Andrade - Nibia López
(Pela Comissão Provisória)

...

Página no Facebook:
https://www.facebook.com/Foro-de-Ex-Presos-Pol%C3%ADticos-Latinoamericanos-851966271588903/timeline/?ref=hl

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adicione seu comentário.