sábado, 23 de agosto de 2014

Ecossocialismo também na luta eleitoral!

Ensaio
22 de agosto de 2014
Por Fabiana Honório, militante ecossocialista e candidata a deputada federal por Pernambuco, n° 5022.

A vida acima do lucro! Por energias limpas e renováveis! Não aos combustíveis fósseis
É possível aliar as demandas da economia de mercado com a preservação do meio ambiente? Avaliamos que esse discurso é falacioso, já que os capitalistas "verdes" não combatem a fundo a lógica sobre a qual é construída a sociedade capitalista. Por isso somos ecossocialistas e propomos uma mudança radical (que vai à raiz) na forma de funcionamento da sociedade em que vivemos. Em Pernambuco, o poder econômico dos empresários se aproveitou do pretenso mote da sustentabilidade para gerar lucro às custas da espoliação cotidiana d@s trabalhador@s.
Aqui se privilegia o transporte individual e o transporte coletivo rodoviário em detrimento do metroviário e outros modais, o que contribui para poluir e engarrafar, garantindo bastante dinheiro aos tubarões das empresas de ônibus. Transportes sem qualidade, onde as pessoas passam horas para chegar e voltar do trabalho, que estão sempre cheios e com tarifas caras.
Nosso Estado está a serviço dos grandes grupos empresariais muitos deles ligados ao capital imobiliário, uma pequena elite política e econômica que desapropria o povo pobre de qualquer direito à moradia, à cidade e ao debate democrático sobre seus rumos.
Hoje no Brasil se privilegia termelétricas a carvão, usinas nucleares ou hidrelétricas que são ineficientes e colocam em risco a estabilidade climática do planeta. A redução da conta de energia elétrica e a preservação ambiental são possíveis com o uso de fontes limpas e renováveis. Nossa luta é por uma mudança da matriz energética que não agrida o meio ambiente e as comunidades tradicionais e indígenas.
Não nos basta propor medidas menos poluentes ou "ecologicamente corretas". Precisamos de algo além. Precisamos aliar as necessidades do nosso povo com o equilíbrio ecológico. A crise planetária e a degradação do nosso meio não serão resolvidas com arranjos "paliativos". Não basta apenas colocar o Estado a serviço dos trabalhadores, mas cabe pensar numa nova forma de fazê-lo funcionar. É hora de mudar a maneira como nos relacionamos com o mundo a nossa volta.
A nossa candidatura defende o ecossocialismo como forma de alterar as relações postas pela atual forma de vida, a do capitalismo. Queremos algo além de mudanças pontuais, é preciso alterar o todo!

Fabiana Honório - Deputada Federal 5022 - Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adicione seu comentário.