segunda-feira, 9 de junho de 2014

Junho: um mês decisivo para a esquerda socialista

Editorial
09 de junho de 2014
Por Movimento Síntese Socialista

O mês de junho será decisivo em relação à conjuntura política principalmente em três relevantes aspectos: o primeiro é que diante da comemoração de 1 ano dos levantes de junho 2013, há um renovado processo de lutas dos setores organizados das classes trabalhadoras, a exemplo dos rodoviários e metroviários de várias cidades do país, servidores públicos, garis e até mesmo policiais militares, civis e federais, bem como dos movimentos sociais, com destaque para os movimentos populares por moradia e transporte; o segundo, é o calendário das eleições, pois até o final deste mês se encontra o prazo legal da legislação eleitoral para escolha das candidaturas para presidência, senado, governos estaduais e assembleias legislativas, e; terceiro, todo o cenário nacional estará cruzado pela realização da Copa da FIFA, onde há a tentativa de capitalização dos resultados da seleção brasileira pelo governo, bem como a motivação de novos protestos de massas ainda no lastro das Jornadas de Junho, com destaque para o recrudescimento das medidas repressivas do Estado para garantir os lucros milionários do evento futebolístico às custas de altos investimentos dos governos em segurança, obviamente em detrimento dos gastos sociais. Neste âmbito, está em operação um grande esforço que une governo e oposições burguesas buscando criminalizar os movimentos sociais e as greves. Caberá aos partidos da oposição de esquerda e aos movimentos sociais responder com a esterilidade do sectarismo e da autoproclamação ou construir uma agenda unificada das lutas e da disputa eleitoral, dois terrenos que se complementam no processo de construção de uma alternativa política socialista de massas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adicione seu comentário.